Por Bruno Leonel

A edição 2016 do Festival Internacional de Londrina segue com programação do último final de semana recheada de atrações. O evento encerra no próximo domingo (11). Até o seu término, dez apresentações ainda irão acontecer englobando linguagens como música, dança, teatro de animação, teatro de bonecos, teatro infantil e adulto.

RETA FINAL - FILO TERÁ 10 APRESENTAÇÕES ATÉ DOMINGO
Nesta sexta-feira (9), o grupo Mawaca, de São Paulo (SP), apresenta no Teatro Mãe de Deus, às 19 horas, o espetáculo “Pelo Mundo com Mawaca” – Foto: Daniel Kersys

Ainda há ingressos disponíveis para algumas das 10 apresentações do final de semana, no ponto de vendas do Royal Plaza Shopping e pela internet: www.filo.art.br ou site Disk Ingressos ou ainda nas bilheterias dos teatros, por R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada e descontos especiais indicados no site FILO).

Na sexta-feira (9), o grupo Mawaca, de São Paulo (SP), apresenta no Teatro Mãe de Deus, às 19 horas, o espetáculo “Pelo Mundo com Mawaca”, que já está com os ingressos esgotados. O show é baseado no livro “De Todos os Cantos do Mundo”, de Heloisa Prieto e Magda Pucci. Com um repertório formado por canções de diversos lugares e culturas do mundo, o espetáculo convida o público infantil e a todos os amantes da boa música para uma viagem que passa pelo canto medieval francês, pelo Norte brasileiro e suas cantigas tradicionais e indígenas, pela África e por danças ritualísticas do Oriente Médio e Portugal. Canções e danças se entrelaçam a histórias encenadas em um cenário ricamente elaborado, com muitos adereços, bonecos e instrumentos étnicos.

O espetáculo conta a história de Hanna Arendt e seus pensamentos. Filósofa e uma das mais inquietantes personagens do século 20, Arendt trouxe à luz o papel da pessoa comum e as motivações banais na manutenção do Estado autoritário - Foto: Renata Ibis
O espetáculo conta a história de Hanna Arendt e seus pensamentos. Filósofa e uma das mais inquietantes personagens do século 20, Arendt trouxe à luz o papel da pessoa comum e as motivações banais na manutenção do Estado autoritário – Foto: Renata Ibis

Teatro de animação é a técnica que o ator Rudinei Morales, de Porto Alegre (RS), utiliza para encenar a peça “Brechó da Humanidade” nesta sexta-feira (9), com reapresentação no sábado (10), às 19 horas, no Teatro Zaqueu de Melo – com ingressos esgotados nos dois dias. A vida dessa mulher, que criou a expressão “banalização do mal”, é mostrada por Morales como um inusitado personagem do teatro de animação, no qual ele utiliza objetos no lugar de bonecos.

Outra atração desta sexta-feira (9) é o monólogo “mEU”, que a atriz Marina Stuchi, de Londrina, apresenta no Centro Cultural Sesi, às 20 horas. A montagem é resultado da participação de Marina no Núcleo de Dramaturgia SESI, e trata da vida de uma atriz que decide romper com os personagens que encarnou, com os papéis que assumiu na vida, e sai em busca de sua identidade.

O Núcleo Ás de Paus, de Londrina, apresenta nesta sexta-feira (9) e no sábado (10), na Divisão de Artes Cênicas da Casa de Cultura da UEL, o espetáculo “Donantônia” – e já tem casa lotada nos dois dias. Entre uma xícara de café e um pedaço de bolo, uma velha senhora conta suas histórias e lembranças de uma vida que ficou dividida entre o sim, o não e o talvez. O coletivo utiliza elementos como bastões, pernas de pau, máscaras para contar uma história delicada, alinhavada com muitas canções originais.

Núcleo Ás de Paus durante apresentação da peça 'Donantônia' - Foto: Bruno Leonel/RubroSom
Núcleo Ás de Paus durante apresentação da peça ‘Donantônia’ – Foto: Bruno Leonel/RubroSom

No sábado (10), a atriz Florencia Santángelo, da Cia Quatro Manos, do Rio de Janeiro (RJ), apresenta o monólogo “Acorda Amor!”, às 20 horas, no Centro Cultural Sesi. O espetáculo, que volta a ser apresentado no domingo (11), é uma releitura bem humorada e cheia de lirismo, que revela e completa minúcias escondidas do clássico “A Bela Adormecida”, dos Irmãos Grimm.

Também no sábado (10) e no domingo (11) será apresentado o espetáculo de teatro de bonecos “O Velho da Horta”, da Cia PeQuod, do Rio de Janeiro (RJ), às 20h30, no Teatro Mãe de Deus. A montagem do texto de Gil Vicente celebra os 500 anos do primeiro grande dramaturgo da língua portuguesa. A farsa conta a história de um hortelão que se apaixona por uma jovem e, mesmo sem ser correspondido, acredita que a conquistou por causa de uma intermediária que o ilude apenas para lhe arrancar dinheiro. O espetáculo é vencedor do Prêmio Maria Clara Machado e promete agradar tanto adultos quanto o público infantil.


Serviço:

Festival Internacional de Londrina – FILO 2016
De 26 de agosto a 11 de setembro
Realização: Associação dos Amigos da Educação e Cultura Norte do Paraná e Universidade Estadual de Londrina
Patrocínio: Petrobras, Governo Federal, Prefeitura de Londrina / Secretaria Municipal da Cultura / Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), Universidade Estadual de Londrina, Unimed Londrina, Horizon – John Deere.
Ingressos: Ponto de vendas no Royal Plaza Shopping (Rua Mato Grosso, 310) e pela internet: www.filo.art.br e www.diskingressos.com.br. Valor: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).
Informações: www.filo.art.br.