Por Bruno Leonel

Com oito obras inéditas, que foram pensadas exclusivamente para o Museu de Arte de Londrina (MAL), a exposição coletiva PASSAGEIRA 16 será aberta às 10h do próximo sábado (13). Os trabalhos ocuparão o edifício projetado por Vilanova Artigas até 30 de setembro. A entrada é franca.

Cartaz de divulgação da mostra - Foto: Divulgação.
Cartaz de divulgação da mostra – Foto: Divulgação.

De acordo com a diretora do evento, Louisa Savignon, a intenção da exposição é propor reflexões que abordem a existência e os vários papéis desempenhados pelo Museu de Arte, em cujo prédio funcionou, até 1988, a antiga rodoviária da cidade. “São oito propostas diferentes, que entenderam a proposta site specific do projeto, e que, juntas, propõem uma interessante reflexão sobre aquele espaço tão particular e caro a todos os londrinenses”, diz. As propostas artísticas escolhidas pela comissão de seleção representam variadas formas de expressão, da performance à vídeo-arte, passando pela arte sonora e pela instalação.

Estudantes, artistas e pesquisadores participaram em maio do evento de apresentação do edital - Foto: Bruno Leonel/RubroSom
Estudantes, artistas e pesquisadores participaram em maio do evento de apresentação do edital – Foto: Bruno Leonel/RubroSom

O edital da Passageira 16 foi aberto a artistas residentes em Londrina e demais cidades do Brasil. Segundo Louisa Savignon, o nome do edital oferece já uma multiplicidade, como a relação que ele possibilita com as mostras que não são permanentes (Passarão pelo museu), o cronograma curto já reflete isso. “Brincamos também com essa coisa do local da exposição ser a antiga rodoviária, por onde passavam muitos passageiros. É um espaço que já existe (O museu como um todo) e nele você projetar algo artístico que vai dialogar com o ambiente, como um condutor. O museu está lá, cercado por grades, mas muitas vezes não é visto, tem uma ideia também de chamar ‘Olhem para o museu’…”, contou Savignon à reportagem do RubroSom.

Site specific

Este conceito artístico é destinado a obras criadas de acordo com um determinado ambiente ou espaço. Seus elementos estéticos buscam o diálogo com o meio para o qual o trabalho é elaborado. Neste sentido, o site specific liga-se à ideia de arte ambiente, que sinaliza uma tendência de produção contemporânea de se voltar para as características daquele local e seu entorno, incorporando-os e/ou transformando-os. Nesta busca, além do próprio espaço físico, também podem ser abordados aspectos como sua função pública, seu estado de conservação e sua utilização social.

A mostra PASSAGEIRA 16 tem patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).
ARTISTAS SELECIONADOS
// Coletivo barafunda, de londrina/PR com o trabalho “barafunda”
// mabu (marisa bueno), de são paulo/SP com o trabalho “canto 180”
// felipe cidade, de são paulo/SP com o trabalho “zona de desconforto”
// márcio diegues, do rio de janeiro/RJ com o trabalho “monumento de vento”
// jean yoshimura, de londrina/PR com o trabalho “passageiro”
// romulo milanese, de bauru/SP com o trabalho “demolição do museu”
// vanessa s., do rio de janeiro/RJ com o trabalho “o silêncio no ruído”
// william zarella*, de são paulo/SP com o trabalho “1.650,809 km²”

*convocado após informada a desistência do artista marcelo zocchio


Mostra ‘Passageira 16’

Inscrições gratuitas: Até 29 de Junho, apenas por e-mail – contato@passageira16.com
Facebook.com/passageira16
Twitter
Instagram.com/passageira16