Por Bruno Leonel

O projeto intitulado ‘Semeando Maracatu’ realiza, na quarta-feira (24) e no sábado (27), oficinas especiais com a Mestra Joana Cavalcante. As oficinas são gratuitas e abertas ao público, especialmente para interessados no ritmo pernambucano. Os encontros tem início ás 15 horas, e serão realizados na Vila Cultural Flapt, localizada na rua Lino Sachetin, 497, no conjunto Luiz de Sá. O projeto é realizado pelo grupo de maracatu de baque virado Semente de Angola, e conta com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, através do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

14112063_1309606669051371_1955514420_n
As oficinas são gratuitas e abertas ao público, especialmente para interessados no ritmo pernambucano – Foto: Luiza Braga.

A integrante do grupo Semente de Angola, Thais Hammer, contou que a Mestra Joana é a única mulher a liderar um grupo de maracatu, a Nação de Maracatu Encanto do Pina. “Ela realiza um trabalho extremamente importante lá em Recife, e vem a Londrina nos ensinar vários conceitos com base nessa vivência. Nesses encontros, Joana vai nos trazer ensinamentos sobre as loas, que são as músicas cantadas, e também sobre o batuque, a dança e o canto da nação”, informou.

14089442_1309606652384706_743761513_n (1)
Na sexta-feira (26), uma oficina irá abordar o maracatu para as mulheres na Vila Cultural Alma Brasil – Foto: Luiza Braga.

O trabalho desenvolvido pela Mestra Joana envolve também a luta pelos direitos das mulheres. “Ela rege o grupo Maracatu Baque Mulher, em Recife, formado só por mulheres, com músicas que denunciam o machismo e a violência contra a mulher, conscientizando sobre estes temas”, disse Thais. Na sexta-feira (26), uma oficina irá abordar o maracatu para as mulheres na Vila Cultural Alma Brasil. O encontro é gratuito, e começa às 19h30, na rua Mar Del Plata, 93.

Sobre o projeto – As oficinas formativas de maracatu estão sendo realizadas desde junho na Vila Cultural Flapt. Segundo Thais, as aulas são gratuitas e ocorrem à tarde, semanalmente, com a participação de cerca de dez pessoas. “É um pessoal bem diversificado, crianças, adolescentes e adultos. Nas aulas, ensinamos o que é a dança maracatu, o toque, confecção de tambor, e nossa intenção após as oficinas com a Mestra Joana é dar prosseguimento na confecção de instrumentos e de estandarte, para fundar ali um grupo completo”, explicou.

(Com informações da assessoria de imprensa)


SERVIÇO
Projeto ‘Semeando Maracatu’ com Joana Cavalcanti
Quando:
Hoje (24) e sábado (27) às 15h
Quando: Vila Cultural Flapt (Rua Lino Sachetin, 497)
(Entrada gratuita)