Por Bruno Leonel

Começa hoje em Londrina, a quinta edição do Festival Alternativo de Londrina. O evento chega a mais uma edição com recorde de bandas e grande expectativa de público, apesar do tempo fechado. O evento acontece no Parque de Exposições Ney Braga, e reúne mais de 30 atrações, incluindo shows nacionais e internacionais.

o sexteto londrinense Montauk é uma das bandas que toca no Festival Alternativo - Foto: Divulgação
o sexteto londrinense Montauk é uma das bandas que toca no Festival Alternativo – Foto: Divulgação

Além das atrações musicais, o Festival também conta com a participação e apresentação de mais de 20 skatistas, bungee jump e área com fliperamas liberados; além de praça de alimentação com mais de dez food trucks e também área para descanso. A expectativa é que mais de 12 mil pessoas transitem por esses ambientes.

Realizado desde 2013 pela LWD Entretenimento, empresa londrinense responsável por um dos principais eventos de música e entretenimento na cidade, o Festival busca satisfazer uma vasta diversidade de público, e também de estilos musicais. Artistas como Criolo, BNegão, Marcelo D2 e Gabriel O Pensador já passaram pelo palco do evento em edições anteriores, e este ano o Festival não poderia surpreender mais: nomes atuais do rap nacional como Emicida e Karol Conká foram as primeiras atrações confirmadas de 2017.

Vale ressaltar que a rapper curitibana Conká foi vencedora da categoria Artista Revelação no Prêmio Multishow 2013, e desde então vem alavancando a cena do rap feminino e porque não dizer feminista?! Também as bandas consagradas como Matanza, CPM 22 e Cidade Negra tocam nesta edição; e no mesmo palco, os meninos da Braza, ex-integrantes da Forfun, a banda local Montauk, que recentemente lançou clipe + disco novo na cidade, e os nortistas da Far From Alaska.

Do Rio Grande do Norte, a banda Far From Alaska fará sua segunda apresentação em Londrina durante o festival - Foto: Divulgação
Do Rio Grande do Norte, a banda Far From Alaska fará sua segunda apresentação em Londrina durante o festival – Foto: Divulgação

O público em geral deve garantir a sua entrada para os shows mais populares – como os citados acima; no entanto, os fãs de produções eletrônicas não podem perder a participação do DJ alemão Boris Brejcha, cuja o estilo tecnológico e minimalista já conquistou milhares pelo mundo, e também os israelenses da Loud, dupla que promove o gênero do eletrônico psicodélico. Na cena brazuca, André Gazolla, que mistura jazz e house music, e ano passado gravou “London” – uma homenagem a nossa cidade que, segundo o jovem artista, trouxe coisas boas para a sua carreira.

Lembrando que o Festival Alternativo promove a circulação e giro do público local e também das proximidades, alcançando espectadores de regiões diversas até a capital, Curitiba, e também já realizou o evento em Maringá. Segundo a organização, cerca de 30% do público vem de outras cidades. O evento, que busca uma política de internacionalização e divulgação de Londrina, anualmente também arrecada alimentos e doações destinados a instituições carentes.


Para mais informações, acesse:
SITE OFICIAL: http://festivalalternativo.com.br/Inicio
Fanpage: https://www.facebook.com/FestivalAlternativo/

Ponto de vendas em Londrina:
Crença13 Tattoo Studio (Rua Humaitá, 685)
Extra açaí (Rua Pará 690)
King Eletrônicos – Camelódromo (R. Sergipe, 309)
Jonny Size (Boulevard Shopping)
Natural One (Catuai Shopping)
Pipe Store (Aurora Shopping)
Worship Skate Shop (Londrina Norte Shopping)
Worship Skate Shop (Rua Pernambuco, 651)

• Meia entrada: estudantes, idosos, portadores de necessidades especiais e doadores de sangue
• Social: necessário a validação no evento com 1kg de alimento ou taxa de 10 reais