Por Bruno Leonel

Neste sábado (16) terá início em Londrina a temporada de outono do espetáculo de Balé Giselle encenado por alunos (E convidados) da Escola Municipal de Dança da cidade. A primeira apresentação acontece no Circo Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380) e segue em temporada até o dia 1º de Maio aos sábados e domingos, sempre às 20 horas. Os ingressos custam R$20 e R$10 (meia-entrada) e podem ser adquiridos no local.

Giselle (2Ato) - foto de Fabio Alcover (3)

O espetáculo

Desde o século XIX, quando foi concebido, o balé “Giselle” emociona plateias de várias idades contando – por meio de movimentos dramáticos e tecnicamente desafiadores – a história de amor da camponesa humilde que superou os limites da morte para viver sua paixão proibida por um nobre. “O espetáculo tem um cunho artístico muito grande, tanto pela trama, a parte interpretativa, como também a parte técnica. Ele é conhecido como um espetáculo ‘Balé Branco’, pelo contexto em que foi criado (Na França, por volta do ano 1840). Foi escrito como uma crítica à várias questões do período, como a separação de classes” comenta Sônia Secco, coordenadora da Escola Municipal de Dança. Trata-se de um balé romântico encenado em dois atos.

Nesta primeira montagem, no Circo Funcart, a apresentação contará com cerca de 20 dançarinos. Entre eles, dois membros da Cia. Ballet de Londrina; Ione Queiroz (que interpreta Myrtha) e Vitor Rodrigues (Que interpreta o personagem Albrecht), e mais dois bailarinos de fora; Robson Bento (Personagem Hilário) e Renata Dói (Que faz a protagonista Giselle).

Com música de Adolphe Adam e coreografias de Jean Coralli e Jules Perrot, o balé “Giselle” é conhecido pela intensidade emocional e pela aura soturna - Foto: Fábio Alcover
Com música de Adolphe Adam e coreografias de Jean Coralli e Jules Perrot, o balé “Giselle” é conhecido pela intensidade emocional e pela aura soturna – Foto: Fábio Alcover

Com música de Adolphe Adam e coreografias de Jean Coralli e Jules Perrot, o balé “Giselle” é conhecido pela intensidade emocional e pela aura soturna. No roteiro, a personagem que dá nome à peça, uma aldeã humilde, é tomada de paixão pelo duque Albrecht. Mesmo sendo um aristocrata, ele se disfarça de pobre trabalhador para conquistá-la. Apaixonada, Giselle rejeita os cortejos de Hilarion, o guarda-caça da vila a quem estava prometida. Ele, por sua vez, enfurecido, desmascara a farsa de Albrecht. Ao saber a verdade, a moça enlouquece e suicida-se.

O espetáculo da Escola Municipal de Dança nesta temporada, encena apenas o 2º ato, que se passa na misteriosa floresta dos espíritos, onde vai parar Giselle após seu falecimento. Lá acontece o lacrimoso balé das Willis (Moças que morreram jovens, antes do casamento). Segundo Sônia Secco, foram feitas adaptações desde a estreia do espetáculo ocorrida no Moringão no último mês de dezembro; “Devido a questões de espaço e logística, fizemos adaptações como o número de atores, assim como, as possibilidades de movimento que poderiam ser feitas no novo local” ela comenta.


Serviço:

Balé Giselle (2º Ato)
Escola Municipal de Dança de Londrina
Data: 16, 17, 23, 24, 30 de abril e 1º de maio
Sábados e domingos, às 20 horas
Local: Circo Funcart (Rua Senador Souza Naves, 2380)
Ingressos: R$20 e R$10 (meia e antecipado, até o dia 15)
Informações: (43) 3342-2362