Por Bruno Leonel

Fique ligado! O feriado de sete de setembro, terá programação variada no Festival Internacional de Londrina (FILO). O feriado da independência segue com diversas atrações em vários pontos da cidade. São cinco espetáculos de São Paulo, Recife, Rio de Janeiro e Porto Alegre, além de atividades formativas abertas ao público e show para fechar a noite. É só escolher entre as opções para adultos ou crianças. Confira programação:

O TEATRO DE CAIXA – RUDINEI MORALES/TEATRO DE ANIMAÇÃO (PORTO ALEGRE-RS): “O Teatro de Caixa” é um espetáculo infantil de teatro de figuras. Trata dos pequenos encontros da vida, enquanto o personagem Valentin relata aventuras em busca da verdade sobre suas próprias histórias. Lúdico e sincero, “O Teatro de Caixa” convida o público a embarcar nesta viagem. Dentro da caixa, o espectador poderá acompanhar uma teatralização com figuras do conto ‘Os Músicos de Bremen’, dos Irmãos Grimm. Classificação etária: Livre (infantil). Quarta-feira (7), com reapresentação na quinta-feira (8), às 16 horas, na Secretaria Municipal de Cultura (Praça Primeiro de Maio, 110). GRATUITO.

A.N.J.O.S. – CIA CÊNICA NAU DE ÍCAROS (SÃO PAULO-SP): Mais uma atração infantil na tarde de feriado no FILO. Uma aventura de descobrimentos e revelações, embalada pela sensibilidade do circo, da dança e da música para abordar as transformações do universo delicado e imaginário da criança. Nesta história, Nuno conhece Ana, uma garota especial que lhe pede ajuda para encontrar algo importante. Eles se juntam à “gangue” dos A.N.J.O.S., uma divertida turma de amigos que acompanha o protagonista em sua longa e divertida jornada quarto adentro. Classificação etária: Livre (a partir de 4 anos). Última apresentação nesta quarta-feira (7), às 17 horas, no Teatro Mãe de Deus (Av. Rio de Janeiro, 700). Ingressos à venda.

O AÇOUGUEIRO – ALEXANDRE GUIMARÃES (RECIFE-PE): Neste elogiado espetáculo solo, o ator pernambucano Alexandre Guimarães aborda o amor, a intolerância e a violência contra a mulher, usando como pano de fundo o sertão nordestino. Na trama, o personagem Antônio sonhava em fugir do fantasma da fome tornando-se dono de um açougue. Os desejos se transformam quando ele se apaixona pela jovem prostituta da cidade. Entre aboios e toadas, o ator se desdobra em sete personagens para falar sobre medo, violência e vingança. Classificação etária: 16 anos. Quarta-feira (7), com reapresentação na quinta-feira (8), às 19 horas, no Teatro Zaqueu de Melo (Av. Rio de Janeiro, 413). Ingressos esgotados.

Neste elogiado espetáculo solo, o ator pernambucano Alexandre Guimarães aborda o amor, a intolerância e a violência contra a mulher, usando como pano de fundo o sertão nordestino - Foto: Lucas Emanuel
Neste elogiado espetáculo solo, o ator pernambucano Alexandre Guimarães aborda o amor, a intolerância e a violência contra a mulher, usando como pano de fundo o sertão nordestino – Foto: Lucas Emanuel

CARANGUEJO OVERDRIVE – AQUELA CIA DE TEATRO (RIO DE JANEIRO-RJ): Uma das atrações mais aguardadas desta edição do FILO, “Caranguejo Overdrive” conta a história de Cosme, ex-catador de caranguejos no mangue carioca da metade do século XIX, que é convocado para lutar na Guerra do Paraguai e enlouquece no campo de batalha. De volta à cidade onde nasceu, procura as marcas de um passado familiar, mas encontra um Rio de Janeiro em plena convulsão urbanística. Com potente música ao vivo, este espetáculo ganhador do Prêmio Shell traz como referências o Manguebeat de Chico Science e o clássico “A geografia da fome”, do pernambucano Josué de Castro. Classificação etária: 16 anos. Terça-feira (6), às 20h30, com reapresentação na quarta-feira (7), em duas sessões: às 18h30 e 21h30, na Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura UEL (Av. Celso Garcia Cid, 205). Ingressos à venda.

Esta é a história de Cosme, ex-catador de caranguejos no mangue carioca da metade do século XIX. Convocado para lutar na Guerra do Paraguai, ele enlouquece no campo de batalha - Foto: Elisa Mendes.
Esta é a história de Cosme, ex-catador de caranguejos no mangue carioca da metade do século XIX. Convocado para lutar na Guerra do Paraguai, ele enlouquece no campo de batalha – Foto: Elisa Mendes.

CORPO SOBRE TELA – CIA VIDANÇA/MARCOS ABRANCHES (SÃO PAULO-SP): Inspirado na vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon, “Corpo sobre Tela” é um solo do coreógrafo e bailarino Marcos Abranches, que utiliza a própria deficiência física como referência de estudo para a construção de sua linguagem artística corporal. Em cena, ele transforma movimentos involuntários do corpo em expressão de vida. A cor surge como um personagem deste corpo sobre tela. Classificação etária: 12 anos. Quarta-feira (7), às 21 horas, na Usina Cultural (Av. Duque de Caxias, 4159). Ingressos à venda.

SHOW

IDADE FEBRIL – Maurício Arruda Mendonça apresenta composições próprias ao lado do instrumentista Hermano Pellegrini. Mais conhecido por seu trabalho como dramaturgo, ele agora mostra algumas de suas canções que privilegiam a poesia, suas influências e também suas parcerias com Rodrigo Garcia Lopes, Bernardo Pellegrini e Hermano Pellegrini, além de “Estrela Blues”, recentemente gravada por Simone Mazzer. Quarta-feira (7), às 22 horas, no Bar Valentino (Rua Pref. Faria Lima, 486). Couvert R$ 10,00 – direto no local.


SERVIÇO:

Festival Internacional de Londrina – FILO 2016
De 26 de agosto a 11 de setembro
Realização: Associação dos Amigos da Educação e Cultura Norte do Paraná e Universidade Estadual de Londrina
Direção: Luiz Bertipaglia
Patrocínio: Petrobras, Governo Federal, Prefeitura de Londrina / Secretaria Municipal da Cultura / Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), Universidade Estadual de Londrina, Unimed Londrina, Horizon – John Deere.
Ingressos: Ponto de vendas no Royal Plaza Shopping (Rua Mato Grosso, 310) e pela internet: www.filo.art.br ou www.diskingressos.com.br. Valor: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).
Informações: www.filo.art.br