Por Bruno Leonel

E tem música ao vivo nesta quinta-feira em Londrina. A partir das 21h, o Bar Valentino (Rua Prefeito Faria Lima, 486), será o palco onde para Fernanda Branco Polse mostrar seu primeiro disco. A cantora londrinense, hoje fixada em SP, irá apresentar o trabalho “Bicho Branco Polse”. Os ingressos custam R$ 10 (antecipado no site Sympla – https://www.sympla.com.br/bicho-branco-polse__150202), ou R$ 15 (na porta).

Fernanda Branco Polse apresenta disco no Bar Valentino

Para este show, Fernanda mesclará canções do novo álbum com algumas novas composições, ao lado dos músicos Renata Landgraf, Sofia Pelegrini, Érica Matsuda, Marco Aurélio Padovez, Camila Rios, Emílio Mizão & Arthur Faraco. Nos intervalos os DJs Gabriela Pensanuvem (SP) & do Gustavo Veiga animam a noite.

Lançado em 2016, “Bicho Branco Polse” é síntese do trabalho em forma de música, que Fernanda já estava desenvolvendo há anos como artista performática. Por isso, tem grande força erótica, passando pela dor, pelo amor e saindo da ideia de amor romântico. Ele é sobre a existência transmutável em experiência, imagem e poesia.

Com dez músicas, o disco foi financiado de forma totalmente independente pela artista e foi lançado em parceria com o selo mineiro La Femme Qui Roule, e produção de Leonardo Marques (Transmissor).

A canção que abre o disco, “Cisne”, já dá a tônica do que você vai encontrar nas outras músicas, que mesclam o trip-hop, com músicas em downbeat -, passando por dub, progressivo, eletrônico, jazz, soul e MPB. Nesta canção, Fernanda fala sobre desejo e sobre a força de ser uma mulher livre e forte, como um cavalo que corre em direção ao mar. A música tem a citação do texto dramatúrgico “Por Elise”, da artista mineira Grace Passô. Fernanda nasceu em Londrina (PR).

O trecho diz: “pra eu ser forte como um cavalo novo com fogo nas patas correndo em direção ao mar”. Fernanda acrescenta: “eu não posso estar embocada ao seu falo”, ao que ela explica: “Sou mulher forte como um cavalo e eu corro em direção ao que quero. Posso conquistar coisas por mim mesma, não preciso estar embocada ou à custa de um homem, um falo, um casamento. E se eu quero ser tudo isso que eu desejo eu preciso estar disposta a abrir mão de algo, pois existe um privilégio de ocupar esse lugar. Sinto que eu fui por muito tempo a namorada de alguém, a mulher de alguém. Eu me definia um pouco por quem me relacionava. O machismo é algo muito triste, pra não dizer criminoso, e eu escolho o tempo todo um caminho que não compactua com isso. É algo que você tem que estar muito atento e forte, sempre atualizando suas percepções”.

(Com informações da assessoria)


Bicho Branco Polse / Festa

Data: 15 de junho de 2017
Horário: de 21h às 3h
Local: Bar Valentino (Rua Prefeito Faria Lima, 486)
Ingressos: R$ 10 (antecipado no site Sympla – https://www.sympla.com.br/bicho-branco-polse__150202), ou R$ 15 (na porta).
Não recomendado para menores de 18 anos
Mais informações: https://www.facebook.com/events/262591450881880