Por Bruno Leonel

O trabalho e o processo de criação de um designer são o foco da edição de hoje do projeto ‘Café com o quê?’ no Sesc Cadeião Cultural em Londrina. O assunto será abordado pelo artista plástico e ilustrador londrinense Dovinho Feitosa, que já foi entrevistado pelo Rubrosom. O evento começa ás 19h30. Durante o encontro, o profissional que atua há mais de 20 anos na área de comunicação visual falará sobre sua trajetória além do campo de atuação para os profissionais do segmento, voltados para o viés mais comercial da arte.

Antônio Marcos Feitosa da Silva e algumas das artes feitas há 10 anos para o 'Londrina Jazz Festival' - Foto: Bruno Leonel/ Rubrosom
Antônio Marcos Feitosa da Silva e algumas das artes feitas há 10 anos para o ‘Londrina Jazz Festival’ – Foto: Bruno Leonel/ Rubrosom

Segundo Dovinho, seu trabalho tem influência de elementos como a música e também os quadrinhos. Ele cita por exemplo artistas como Angeli, o Ota (Revista Mad) e também Henfil como inspiração. Há 10 anos, ele fez também uma serie de ilustrações cujo resultado trazia muito da influência do Jazz, cuja audição serviu como trilha sonora para a criação das peças; “Eu colocava os discos para ouvir e ficava trabalhando…. Ouvia Miles Davis, John Coltrane, Liquid Soul (Que é mais Acid Jazz), deixava o som enquanto desenhava. Eu acho o Jazz uma música concreta, um som muito urbano, eu o associo à metrópole ao movimento. Acho que o som é todo feito em uma lógica bem racional”, comenta o ilustrador.

Fora do lado comercial, Dovinho tem um trabalho notório também pelo experimentalismo e o uso de técnicas mistas, combinando nanquim, esculturas de arame e até colagens. Ele ressalta que nunca imaginou poder viver disso. “Na época da faculdade fiz um trabalho de estampas pra camisetas e fui desenvolvendo isso. Eu vejo o artista como um arquiteto das emoções, ele transforma o intangível no tangível. Ele materializa uma ideia….  Eu não me preocupo em ser original, eu só quero comunicar uma ideia, falar o que eu quero…. Neste processo, algumas vezes, você chega em algo original, é tudo consequência”, enfatiza Dovinho que também desenvolve um trabalho como educador social no Caaps infantil. (Vila Nova).

Leia também – INÉDITAS POR 10 ANOS, ARTES DO LONDRINA JAZZ FESTIVAL SÃO EXPOSTAS


Serviço
“O processo criativo do designer gráfico”
Hoje, às 19h30  – Sesc Cadeião Cultural (R. Sergipe, 52)
Entrada Gratuita